Centro de Documentação e Pesquisa em História

PROTESTANTISMO NO BRASIL

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E PESQUISA EM HISTÓRIA: O PROTESTANTISMO NO BRASIL

O Centro de Documentação e Pesquisa em História sobre o Protestantismo no Brasil é um setor vinculado à Coordenadoria de Extensão e Pesquisa da Faculdade Teológica Sul Americana (FTSA), com acervo instalado no respectivo campus, na cidade de Londrina - PR. Por constituir-se em uma escola interconfessional, a Faculdade Teológica Sul Americana congrega em seu corpo discente estudantes pertencentes às mais diversas denominações que configuram o cenário religioso brasileiro atual.

Constatando a necessidade de melhor conhecer a trajetória e o perfil destas instituições religiosas, nasceu o CDPH - FTSA, visando criar um núcleo de memória que viabilize a investigação e a pesquisa histórica sobre esse passado e suas configurações contemporâneas. Pela reunião e preservação das fontes sobre a história das igrejas de confissão evangélica-protestante, busca-se escrever a história destes grupos, disponibilizando-a ao conhecimento acadêmico e do público em geral.

OBJETIVOS GERAIS:

A) Disponibilizar fontes que permitam a investigação e a escrita da história do Protestantismo, não somente a partir dos líderes cujos nomes estão imortalizados na memória e nos registros que deles se preservaram como sinônimo de heroísmo, mas também, tendo como personagens homens e mulheres que, no "anonimato", participaram direta ou indiretamente da construção deste passado.

B) Por meio dos recursos e técnicas da história oral, que permitem, mediante depoimentos, construir fontes de pesquisa para que se torne possível o acesso à memória deste passado.

C) Possibilitar que o acesso a tais fontes, permita uma análise mais criteriosa da influência exercida pelo Protestantismo no desenvolvimento social e cultural no contexto brasileiro.

D) Contribuir para que o acervo documental do CDPH possibilite e incentive a formação núcleos de estudo não apenas de âmbito historiográfico, mas também em outras áreas do conhecimento, como por exemplo: Antropologia, Sociologia, Pastoral, Missiologia.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

A) Formar um acervo documental mediante o levantamento e a catalogação de fontes sobre o Protestantismo no Brasil junto às igrejas locais.

B) Contribuir para produção e escrita da história do Protestantismo no Brasil, disponibilizando, para isto, o acervo documental para estudantes, pesquisadores vinculados às igrejas ou demais instituições de ensino teológico.

C) Tornar-se um espaço de pesquisa disponível para pesquisadores de outras instituições de ensino superior.

D) Contribuir para que a história do Protestantismo seja melhor conhecida, por meio do acesso que o público em geral poderá ter diretamente ao acervo documental, como também pela publicação de relatórios dos trabalhos produzidos por núcleos de estudos, realização de simpósios, exposição de trabalhos e ministração de cursos e palestras junto às igrejas locais, que poderão ser feitos por professores, estudantes, ou demais pesquisadores.

O modelo positivista de fazer história evidencia a preferência pelos relatos quase sempre acríticos e com forte apelo triunfalista de temas generalizantes envolvendo líderes políticos e instituições, além de restringir suas fontes basicamente aos documentos escritos. Rompendo com este modelo, é que surgiu na França, em 1929, inicialmente em forma de revista, o que viria a se consolidar, em seguida, na Escola dos Annales, cujo parâmetro explicativo direcionaria seu interesse para investigações da composição social, relacionada, por exemplo, às questões da vida cotidiana, envolvendo operários, mulheres, grupos étnicos, etc.. Tributária dos Annales e do marxismo, como paradigmas de explicação dominantes, se consolidaria, a partir dos anos 60 e 70, a História Social.

Nesta "Nova História", os temas culturais e religiosos passariam a receber grande atenção, como destaca Roger Chartier (1990, p.14), ao dizer que as crenças e os comportamentos religiosos representaram "a emergência de novos objetivos no seio das questões históricas". Assim, a "História Cultural", como hoje se define, voltou-se para a pesquisa de temas geralmente "esquecidos" ou não valorizados pela historiografia tradicional. Da aproximação cada vez maior da Antropologia, voltaria à investigação do comportamento das massas anônimas: festas, rituais, crenças, etc., com prioridade para o estudo das mentalidades e dos imaginários religiosos, descortinando-se vivências e representações populares do cotidiano, tendo como importantes personagens pessoas ditas "comuns".

Neste sentido, novos métodos e estratégias de pesquisa, bem como a ampliação do que historiograficamente se adota como fontes, têm possibilitado maior alcance no processo de investigação e análise. Como exemplo, no caso do Protestantismo no Paraná, torna-se possível compreender melhor os modelos pastorais que emolduraram a mensagem pioneira do evangelho reformado em solo paranaense, avaliando também a participação exercida pelo leigo, pela mulher, além de se averiguar a capacidade protestante de se inserir nas camadas mais populares, no contexto rural e urbano, de estabelecer relações com o catolicismo e de configurar na sociedade paranaense sua ética e seus valores.

Quanto à possibilidade de fontes, a Nova História rompeu com o paradigma positivista de considerar como fontes apenas os documentos escritos e ditos "oficiais", passando a utilizar também imagens (fotos, pinturas, etc.), literaturas (livros, jornais, revistas etc.), escritos pessoais em geral (cartas, diários, sermões), além do depoimento oral, enfim, tudo o que possa responder às indagações apresentadas ao pesquisador.

COORDENAÇÃO:

Prof. Ênio Caldeira Pinto

Mestre em Teologia

enio@ftsa.edu.br

PROFESSOR COLABORADOR:

Prof. Jonathan Michelson de Menezes

Doutor em Teologia

jonathan@ftsa.edu.br

Carga Horária Total: 180 horas

Horário: Encontros quinzenais, às segundas-feiras, das 14h às 18h

VAGAS: Serão ofertadas 30 vagas

EXIGÊNCIAS:

E, especificamente, sobre atividades do Projeto, pede-se:

As pesquisas são feitas pelos estudantes participantes do projeto de extensão sobre a denominação a que pertencem. Mediante orientação e supervisão do professor/coordenador do projeto de extensão, os estudantes desenvolvem atividades cumprindo três objetivos:

1) fazer levantamento e catalogação de fontes disponíveis junto às suas igrejas locais a que pertencem ou estão vinculados, tais como: livro de atas, boletins, jornais, fotos, entrevistas com líderes e membros pioneiros etc.;

2) redigir, a partir dessas fontes catalogadas, uma narrativa histórica sobre a história da respectiva igreja;

3) disponibilizar uma cópia do respectivo trabalho ao CDPH para compor o acervo da FTSA para que, a partir das fontes catalogadas, possam ser empreendidas novas pesquisas.

Os critérios para participar do projeto são:

  • Ser aluno regularmente matriculado na FTSA (Presencial);
  • Obter 75% de participação nas atividades do projeto;
  • Dedicar 4 horas por semana para o projeto;
  • INSCRIÇÕES ENCERRADAS

SITUAÇÃO ATUAL DO PROJETO: CONCLUÍDO

3

Docentes envolvidos

10

Discentes envolvidos

60

Classificação de Documentos

10

Denominações representadas

RESULTADOS

PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

INÍCIO: 1 de março de 2019 e TÉRMINO: 20 de dezembro de 2019

ÁREA DO CONHECIMENTO: Ciências Humanas

LINHAS DE EXTENSÃO: Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem

ÁREAS TEMÁTICAS: Educação

SUBÁREAS TEMÁTICAS: Pesquisa em História Social e Religião

PÚBLICO ALVO ATENDIDO: Acadêmicos do curso de Graduação Presencial

FONTE FINANCIADORA: Faculdade Teológica Sul Americana

1) Apresentação de painel na XVI Semana de Estudos: A Pesquisa no contexto da Fé Cristã.

  • "Centro de Documentação e Pesquisa em História: o protestantismo no Brasil" (Ênio Caldeira Pinto).

2) Seleção e classificação do acervo do CDPH.

3) Revisão dos resumos e subprojetos.

4) Produção do resumo estendido.

COORDENAÇÃO:

Prof. Ênio Caldeira Pinto / Mestre em Teologia / enio@ftsa.edu.br

Prof. Jonathan Michelson de Menezes / Doutor em História / jonathan@ftsa.edu.br

Prof. Wander de Lara Proença / Doutor em História / wander@ftsa.edu.br

DISCENTES GRADUAÇÃO PRESENCIAL:

Aberlinde Gonçalves Junior

Allison Cristiano Cason Medeiro

Gabriel Teodoro do Nascimento

Jéssika Cristina Chiarato Cunha

José Adriano Luciano

Marcelo Roberto Pinho

Paulo Seiiti Sasahara

Peterson De Aquino Cece

Roberto Massao Baptista

==============================================================================

*Certificados de participação foram enviados por email com respectiva carga horária.

Contato: extensao@ftsa.edu.br

APRESENTAÇÃO EM PAINEL

Centro de Documentação e Pesquisa em História (INSCRIÇÃO) CDPH - Centro de Documentação e Pesquisa em História (PAINEL)

*Relatório Final disponível na Coordenadoria de Extensão da FTSA.

Este WebSite usa cookies e analisa sua experiência de navegação.