• Quando analisamos qualquer instituição seja ela de que natureza for, devemos olhar para a sua finalidade. A que se propõe tal empresa? Muitas dessas empresas escrevem a sua missão em folhetos, cartazes, propagandas, etc., explicitando claramente

  • Todos nós que aceitamos a fé e crescemos debaixo da influência dos fundamentalistas e dispensacionalistas aprendemos desde cedo que religião e política não se misturam. A tarefa da igreja, fomos ensinados, é a de ganhar almas para Cristo.

  • O Coordenador de Graduação Presencial da FTSA, Doutor em História, Wander de Lara Proença, fez uma reflexão sobre o Templo de Salomão, em artigo publicado no jornal o Estado de São Paulo e no portal da UNESP. Leia o artigo abaixo que trata da trajetória da Igreja Universal do Reino de Deus.

  • Graça na Comunidade Eclesial (’ekklesia)

    Este é o segundo post de uma série teológica sobre a graça de Deus a partir da Escritura e sua presença nas teologias cristãs. A pergunta que me motiva a escrever esta série é prática: como pensar e viver a graça de Deus no século XXI (estando no Brasil)?

  • IGREJA & ODS é o tema principal da XV Semana de Estudos FTSA que acontece nos dias 8 a 11 de outubro de 2018. O diretor acadêmico, Prof. Dr. Jorge Henrique Barro, abordará questões que demonstram a necessidade de a Igreja considerar como relevante os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na caminhada como agente de transformação no mundo.

  • A pergunta que fazemos é relevante: qual imagem é formada em sua mente quando a palavra “igreja” é mencionada? Você pensa em um povo, em um ajuntamento, em uma família, em um edifício, em uma comunidade? A imagem que foi formada é positiva, negativa ou neutra?

  • A Faculdade Teológica Sul Americana tem o prazer de anunciar o lançamento da nova Revista Práxis Missional. Totalmente online, com a possibilidade de fazer o download gratuito em PDF do primeiro número. Uma oportunidade de reflexão e pesquisa para os estudiosos da teologia. Leia a seguir o editorial do Prof. Jonathan Menezes, editor-chefe da revista.

  • Recentemente, o Palácio do Planalto foi cenário para o lançamento do livro “Porque Deus amou o mundo: Igreja & ODS” (Editora Descoberta¹) que contou com a presença de vários membros da Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CNODS), representantes de organizações da Coalização Igreja & ODS² e autores do livro.

  • Estudo diz que 85% das igrejas evangélicas são lideradas por pastores sem preparação teológica.

    Durante o último século, o número de cristãos evangélicos cresceu de forma explosiva em todo o mundo. Estima-se que 75% deles vivem na África, Ásia ou na América do Sul

  • A vida e a missão das Igrejas cristãs sempre se realizam em um contexto sociocultural específico. Assim aconteceu com Jesus Cristo, que se encarnou como judeu e viveu na “plenitude dos tempos” como judeu e foi condenado, como diz o Credo, “sob Pôncio Pilatos”, e ressuscitou e foi visto por testemunhas – o que desde cedo entrou na confissão cristã (cf. I Co 15,1ss).

  • Para que as nossas igrejas cresçam em maturidade espiritual e sejam mais saudáveis é necessário que ela seja mais humana e menos "divina".
    O que quero dizer com isso?

  • Crises acometem as pessoas em qualquer etapa da vida. Quando eles acontecem, as pessoas precisam de ajuda. Se a igreja está organizada por ministérios, equipada com boa liderança, você está no caminho certo para mitigar as crises.

  • – Está vendo aquele casal no canto da igreja? Estão preocupados com o filho que não consegue entrar na faculdade.
    – Vê aquela jovem ali? Veio estudar em nossa cidade e não tem amigas. Sente saudades da família.

  • A comunidade NÃO É composta de:

    "... duas fileiras: de um lado uma institucionalidade e de uma vez por todas um círculo privilegiado no qual é responsável pelo todo e o representa; e do outro lado uma classe que é finalmente privada deste privilégio e pode e deveria deixar ao outro grupo o agir responsavelmente e representativamente nos assuntos da missão da comunidade" (Karl Barth, CD IV 3.2, 782).