fbpx
 
 
  • Cerca de 150 pessoas passaram o final de semana de feriado imersos numa busca por novas ferramentas ministeriais e pessoais durante a REDE Conferência, que aconteceu de 15 a 17 de novembro na Faculdade Teológica Sul Americana. 

    Eram estudantes da FTSA, graduados, pastores e líderes, de diversos estados (como PR, SP, RS, MA, PI, MG, MS), ávidos por mais conhecimento e por um compartilhar de novas experiências. “Foi um tempo muito proveitoso, volto renovado”, declarou um aluno da Teologia Online. O mesmo sentimento, de que valeu a pena cada momento, também foi expressado pelos preletores convidados.

    O músico, compositor e pastor em Brasília (DF), Carlinhos Veiga, com sua viola caipira, ministrou o louvor e, por muitos momentos “regeu” o coral de vozes dos participantes que adoravam ao Senhor com canções que exaltam o Deus Criador. Hudson Zanoni, missionário, ator e palhaço profissional, fez encantadoras intervenções criativas, mostrando que a arte também tem seu espaço na liturgia cristã. Suas experiências também foram compartilhadas nas Trilhas de conhecimento, que abordaram assuntos relevantes para a Revitalização e Desenvolvimento de Igrejas e Pessoas – tema geral da Conferência. As Trilhas contaram com gente capacitada como líderes da Sepal, SIM Brasil, professores da UEL e professores da FTSA.

    Nas palestras principais, a REDE trouxe Antonio Carlos Costa - teólogo, escritor e presidente da Rio de Paz, e Johannes Reimer – professor de teologia, escritor e conferencista internacional. Ambos refletiram, principalmente, sobre o papel da Igreja e sua missão no mundo.

    “Foi um tempo maravilhoso. Foi um tempo de diálogo e reflexão sobre a igreja brasileira. Diálogos sobre a igreja ‘no’ futuro, a igreja ‘do’ futuro e sobre a igreja que ‘muda’ o futuro. Sabemos que a igreja atua num formato mais tradicional e nossa proposta é que ela seja mais missional; para que em tudo que a igreja ‘for’ e ‘fizer’, seu alvo seja a missão de Deus no mundo. Em todos os lugares, que a igreja transforme a sua comunidade num lugar melhor para se viver”, resumiu Reimer.