fbpx
 
 

O Grupo Terceiro Ato quer viver na prática, as teorias da missão integral aprendidas em sala de aula

Quem passou esta semana pelo calçadão de Londrina se surpreendeu com uma intervenção promovida pelos alunos da FTSA – Faculdade Teológica Sul Americana. Durante três horas, eles ofereceram, aos que passavam por ali, um pouco de música, porções bíblicas, conversas e abraços.

A iniciativa é do Grupo Terceiro Ato, idealizado por Franz Wolf, Doris Wolf e Daniel Menara, todos estudantes do segundo ano de Teologia Presencial. O nome do grupo é resultado de uma reflexão quanto ao significado da palavra ATO no contexto teatral – “a mudança de ato, ocorre quando muda o cenário. Isso representa para nós o momento em que Deus fala agora através da sua igreja, que somos nós, depois de ter falado através de profetas, num primeiro ato, e através de Jesus num segundo ato ou momento”, explicou Menara.

O objetivo é vivenciar na prática, através da arte, cultura e teologia, aquilo que aprendem em sala de aula, compartilhando a Palavra de Deus dentro da perspectiva da missão integral. “Ao vivenciarmos o curso de Teologia apenas no âmbito acadêmico, nos deparamos com a necessidade de compartilhar nosso tempo e conhecimento com outras pessoas, sempre de forma contextualizada para quem nos ouve” disse Franz Wolf.

 O grupo já fez outras intervenções no campus da faculdade durante os intervalos de aulas. Este ano, fez uma homenagem no Dia Internacional da Mulher, lembrando a colaboração de mulheres no curso da história da igreja. A proposta é “agir de forma a desafiar a comunidade quanto à vida que Jesus nos desafia a levar”, lembra Franz.

No dia do encontro no calçadão, sete alunos(as) comandaram a performance que contou também com tapete e almofadas no chão, placas convidando quem passava para que rompesse a rotina e parasse para uma conversa, truques de mágica com mensagens bíblicas e canetões para quem quisesse pintar ou desenhar. “Várias pessoas se aproximaram e tivemos um bom tempo de conversa. Deus nos abençoou com um dia de comunhão e crescimento”, contou o estudante.

O próximo movimento do grupo já está marcado. Será uma visita à tribo Caigangue localizada em Salto do Apucaraninha, onde a comunicação contextualizada de mensagens bíblicas será feita através de teatro, música, mágica e comunhão. “O grupo vem se estruturando e estamos prontos e ansiosos para receber todos aqueles que queiram participar conosco”.

Contato: Franz Wolf - franzwolf@outlook.com.br