fbpx
 
 

A questão do sentido da vida está conosco há tanto tempo, e sequer ousamos dizer que ela já foi respondida de maneira definitiva. Uma das explicações foi dada pelo Qohélet, autor de Eclesiastes, cerca de 2400 anos atrás: é que Deus colocou o infinito (ou a eternidade) no coração humano, sem que possamos desvendar as obras de Deus do início até o fim (uma tradução livre de Eclesiastes 3:11).

 Dessa frase, escrita milhares de anos atrás, extraímos a ideia para esse Seminário Temático II de 2021. Queremos refletir teologicamente sobre o sentido da vida seguindo em conversas com a literatura - como fizemos no Seminário Temático I - e também com a arte. Para tanto, no primeiro dia, exploraremos a questão: "Existe um sentido em nossas vidas que não seja aniquilado pela inevitável morte, que nos aguarda?". Ela foi exposta por Leon Tolstói em seu livro Uma confissão, escrito em 1879. Vamos expor o conteúdo do livro e suas interfaces com o pensamento bíblico e teológico.

No segundo dia, vamos explorar a questão: "Como as diversas formas de expressão de arte, especialmente a pintura, têm auxiliado seres humanos a responder à questão do sentido da vida ao longo da história?". Faremos isso expondo e comentando sobre a obra e o pensamento de artistas, do passado e do presente.

Convidamos você também a participar conosco desse diálogo, e esperamos que ele o/a ajude e abençoe em suas buscas pelo sentido nesse momento de sua vida.

Prof. Jonathan Menezes
Coord. Do Curso de Teologia Presencial

 

Acesse aqui para inscrever-se se deseja receber o certificado de participação digital >>