fbpx
 
 

publicado em 13/08/2021

A pandemia trouxe de volta um tema há muito tempo tido como necessário para pastores, líderes de ministérios e outros profissionais de ajuda: o cuidado de si.

 

Há algumas décadas a psicologia, a medicina, a enfermagem e a sociologia têm pesquisado as doenças psíquicas provocadas pelo trabalho ou pela profissão, bem como os impactos causados na vida de homens e mulheres que se envolvem, por vezes, demasiadamente em suas profissionais ou convivem em ambientes de excessiva tensão e cobranças por resultados.

Algumas profissões ligadas às áreas da saúde, segurança e cuidado pastoral, tem sido vistas como as que mais geram alto nível de estresse, desencadeando quadros depressivos ou mesmo de esgotamento (Burnout). Sim, a vida pastoral está incluída nestas atividades que, se não observados os cuidados de si, podem trazer sérios problemas de saúde mental, a ponto de perder o sentido da vida.

A Psicóloga e Mestre em Teologia, Roseli M. Künrich de Oliveira*, com tese de mestrado sobre o assunto, falará no próximo Seminário REDE sobre o tema - Para não perder a alma: o cuidado no meu tempo, minha vida e meu ministério. Será uma oportunidade de reavaliação da atuação ministerial, tendo um olhar para si mesmo na perspectiva do tempo e vida pessoal e familiar. Um alerta sobre os perigos e necessidades que envolvem o cuidado de quem cuida.

Reserve um tempo para você - no dia 23/08 às 19h30 - como um primeiro passo a ser dado rumo à conscientização e ação do cuidado de si. Acesse no site da REDE (para obter o certificado de participação) ou pelo Facebook e Youtube da FTSA.

*Roseli M. Künrich de Oliveira
Psicóloga Clínica, Especialista em Terapia Familiar,
Coorientadora dos Retiros de Silêncio Renovatium,
Mestre em Teologia.
Autora dos livros: Para não perder a alma: o cuidado aos cuidadores; Cuidado de quem cuida: um olhar de cuidado aos que ministram a palavra de Deus