fbpx
 
 

Crises acometem as pessoas em qualquer etapa da vida. Quando eles acontecem, as pessoas precisam de ajuda. Se a igreja está organizada por ministérios, equipada com boa liderança, você está no caminho certo para mitigar as crises.

O primeiro passo é reunir com a liderança para discutir a crise.

Estas perguntas podem ajudar na solução do problema:

  • Alguém já contatou a pessoa ou família?
  • Que necessidades foram identificadas?
  • Qual a necessidade mais imediata?
  • Que necessidades podem ser tratadas mais tarde ou na próxima semana?
  • Quem é o responsável em coordenar as ações?
  • Quantas pessoas precisam ser envolver para resolver isso?
  • Que tarefas precisam ser delegadas e para quem?
  • Quais recursos são necessários para suprir essa necessidade?
  • Que planos a longo prazo precisamos estabelecer?

Crises nem sempre são negativas ou trágicas. Algumas são excitantes e prazeirosas, como o nascimento de uma criança ou a formatura na faculdade. Todavia, cada crise é uma mudança no curso da vida. Ao suprirmos uma necessidade devemos deixar claro o cuidado de Jesus pelas pessoas.

Antes de entrar de cabeça no meio de uma crise, tenha certeza de que está preparado. Boas intenções muitas vezes criam mais problemas quando as pessoas envolvidas não sabe o que fazer ou falar. Aqui estão algumas dicas:

O que fazer:

  • Ser um bom ouvinte
  • Ter uma atitude amorosa e de aceitação
  • Tente ajudar de maneira prática
  • Pergunte especificamente o que pode ser feito
  • Estar presente: Eu quero estar com você nessa fase de sua vida.
  • Prover apoio espiritual
  • Ler a Bíblia e orar sempre que for possível
  • Coordenar com outros as atividades a ser feitas
  • Saiba de suas habilidades e limitações

O que não fazer

  • Não julgue ou tente interpretar o que está sendo dito
  • Não assuma o controle da situação a não ser que seja pedido isso
  • Não divulgue o que ficar sabendo
  • Não diga: Eu sei o que está sentindo
  • Não tente defender Deus ou explicar porque as coisas acontecem
  • Não ofereça ajuda que não pode dar
  • Não atrapalhe fazendo o que não precisa ser feito.

Uma boa regra: Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.

Ser um ajudador é uma via mão dupla. Um dia você pode precisar de ajuda.

O texto é de Richard E. Dodge

Antonio Carlos Barro - Doutor em Estudos Interculturais pelo Fuller Theological Seminary(California/EUA), Fundador da FTSA e atual Diretor Geral da FTSA, Pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil.